Pages Navigation Menu

Vida outdoor, Ornitologia, Literatura Selvagem

Tamanho é documento

Texto de Marco Aurélio Pizo

Miudinho (Myiornis auricularis) (Foto de Carlos H.L.N. Almeida)

 

Tamanho é documento

Na natureza, tamanho é documento. Ser pequeno ou grande tem suas implicações. Animais muito pequenos, por exemplo, devem estar constantemente se alimentando. Isso porque quanto menor um animal mais rapidamente ele perde calor para o ambiente. Ora, tudo o que um animal endotérmico1 não quer é que sua temperatura baixe além de um limite mínimo que inviabilize suas funções vitais. Para evitar a hipotermia, estes animais têm que se alimentar, pois o alimento é o combustível que produz o calor de que necessitam. Os beija-flores, por exemplo, estão entre as menores aves e são notórios por passarem a maior parte do tempo procurando alimento entre as flores. Você já viu algum beija-flor descansando por muito tempo? Entre as aves há outros exemplos igualmente interessantes, porém menos conhecidos. Miudinho (Myiornis auriculares) é um nome sugestivo para um dos menores passarinhos que existe, não passando de 6 g de peso. Pode ser encontrado na Mata Atlântica procurando seu alimento, geralmente insetos e aranhas, sob as folhas das árvores. Com vôos curtos raramente superiores a um metro, ora investindo sobre uma presa ora mudando de poleiro para procurar em outra folha, movimenta-se a uma taxa de 8,7 vezes por minuto durante todo o dia. Imagine se pesássemos poucas gramas como o miudinho, quantas vezes teríamos que ir ao supermercado?

1 Endotérmicos – animais que  mantêm a temperatura corporal mais ou menos constante graças a uma alta taxa metabólica possibilitada pela energia contida nos alimentos.

PS – Foto da imagem da capa do post de Dario Sanches (Fonte: wikimedia).

2 Comentários

  1. Excelente material de divulgação, Marcos. A escolha do bichinho de penas é perfeita pra exemplificar um dos pontos mais elevados e belos da evolução das formas de vida: as aves – essas conquistadoras de algo que tanto admiramos e invejamos: o espaço aéreo. Esse pequenim aí é uma graça. Sem exagero: conhecer e contemplar esses seres faz bem pra mente e pra alma!…

  2. Muito bom o texto!
    No mestrado estudo o comportamento alimentar de Ramphotrigon fuscicauda e Ramphotrigon megacephalum. Ramphotrigon megacephalum é menor, se movimenta muito mais, usa mais poleiros no forrageio e passa menos tempo em cada um, mas ainda assume uma estratégia mais parada para procurar seu alimento. A estratégia de procura utilizada por aves menores que ocupam o mesmo ambiente, como Lophotriccus eulophotes e Hemitriccus flammulatus é semelhante ao do Myiornis. Se movimentar ativamente, ficando pouco tempo em cada poleiro, capturando presas menores, mas em uma taxa bem maior.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *